domingo, 23, junho 2024
spot_img
HomeCuriosidadesEscultura de Davi, de Michelangelo, recebe nova iluminação e revela detalhes

Escultura de Davi, de Michelangelo, recebe nova iluminação e revela detalhes

Projeto foi concluído em setembro e tem como objetivo trazer o “dinamismo da luz do sol” à escultura mais famosa da Itália

Por: CNN

Por mais de 500 anos, a escultura de Davi de Michelangelo, em Florença, permaneceu inalterada, o ícone de mármore da masculinidade e uma das obras de arte mais famosas do mundo.

Mas à medida que a Itália emerge da pandemia, o Davi tem um visual totalmente novo. Um novo sistema de iluminação revolucionou a aparência da famosa estátua, com pequenos detalhes visíveis pela primeira vez em sua história.

“Há alguns dias, notei músculos no corpo que nunca tinha visto antes”, diz Lucia Lazic, uma guia que visita a Galeria Accademia na maioria dos dias

“Eu disse: ‘Que diabos? Como eu nunca vi isso?” A iluminação é muito melhor no Davi”.

Cecilie Hollberg, diretora da Academia, disse em comunicado que a iluminação “mudou a percepção visual das obras de arte”, dizendo à CNN que o mármore de Davi parece “mais branco” e que os detalhes são “mais visíveis”.

A iluminação – concluída em setembro como parte das obras que foram inauguradas esta semana – teve como objetivo trazer o “dinamismo da luz do sol” para a sala da Tribuna, onde a estátua é mantida sob uma clarabóia abobadada.

Escultura de Davi antes da nova iluminação

Escultura de Davi, de Michelangelo, antes da nova iluminação / Guido Cozzi / Divulgação

Escultura depois da nova iluminação

Escultura de Davi, de Michelangelo, depois da nova iluminação / Guido Cozzi / Divulgação

Holofotes de LED foram instalados em um círculo acima da estátua, permitindo que eles “envolvam completamente o Davi e deixem o resto do espaço em segundo plano”.

A cor da luz muda imperceptivelmente durante o dia, enquanto os holofotes são de calor variável, permitindo que os visitantes tenham uma nova perspectiva a cada passo ao redor da estátua.

“Você pode ver todas as marcas de cinzel”

O novo visual de Davi faz parte de uma reformulação mais ampla do museu, que foi o segundo mais visitado da Itália em 2019.

A Galleria dei Prigioni, ou “corredor dos prisioneiros” – nomeada em homenagem às quatro esculturas semi-acabadas de prisioneiros de guerra de Michelangelo, que dividem o espaço com duas de suas outras obras – também teve sua iluminação trocada, com vários holofotes apontados para cada escultura.

“Antes, os prisioneiros pareciam amarelos e Davi era branco. Agora eles são da mesma cor”, disse Hollberg. “Agora você pode ver todas as marcas de cinzel neles”.

O novo sistema de iluminação, que “restaura o equilíbrio certo de claro-escuro e dá cor às obras”, também é energeticamente eficiente. Hollberg diz que a galeria deve usar cerca de 80% menos eletricidade do que nos anos anteriores.

Agora é possível ver as marcas de cinzel de Michelangelo na sua obra Palestrina Pietà and Prisoners / Guido Cozzi / Divulgação

Além disso, várias das outras salas da galeria tiveram suas paredes, anteriormente bege, pintadas em cores que maximizam as das pinturas.

A Sala del Colosso, a primeira sala da galeria, agora tem um azul vibrante, enquanto as salas dos séculos 13 e 14 foram pintadas em verde pálido, escolhido para destacar o ouro usado na maioria das pinturas.

E a nova iluminação em todos os lugares transformou as pinturas que os turistas costumavam passar sem perceber a caminho de David, deixando-as imperdíveis.

“Um visitante regular disse: ‘Onde estavam todos esses detalhes? Nós nunca tínhamos visto isso’”, disse Hollberg à CNN. “Em uma pintura de Domenico Ghirlandaio agora você pode ver todos os pontos dourados nas auréolas [dos santos]. Antes, as paredes bege apagavam o ouro. Em outro, parece que você poderia arrancar as pérolas da pintura, o que antes você não conseguia nem vê-las”.

“Meu trabalho é dar valor e visibilidade a todas as obras. Cada obra aqui é uma obra-prima, mas as obras morrem em um fundo bege, elas precisam ser levantadas e apoiadas pela cor. Eu quero dar a elas o que elas merecem”.

Sala del Colosso antes

Sala del Colosso, na Accademia Gallery, antes das reformas / Guido Cozzi / Divulgação

Sala del Colosso depois

Sala del Colosso, na Accademia Gallery, depois das reformas / Guido Cozzi / Divulgação

Mudança de comportamento

Antigamente, a iluminação era tão ruim que algumas pinturas mal eram visíveis – como aquelas ao lado da escultura de David. “Antes, tudo era escuro, você não conseguia vê-las, ninguém parava nelas”, disse Hollberg. Certa vez, ela viu um guia iluminando outra pintura com a lanterna para mostrá-la aos visitantes.

Os turistas já mudaram seu comportamento, disse ela. “Agora eles param e olham. Eles não estão todos na frente do David como antes. Já acompanhei grupos, e eles cortavam a Sala del Colosso e nunca paravam. Agora vejo aquela sala cheia de visitantes – está redistribuindo as multidões”.

Lazic, guia da Elite Italian Experience, concorda: “Há mais pessoas parando na Sala del Colosso”.

As reformas, que começaram pouco antes da pandemia e que foram entregues este ano, terminaram com a remodulação da Gipsoteca. A galeria de gesso era outro local de passagem. Isso se estivesse aberta – sem janelas abertas ou ar condicionado, costumava fechar ao meio-dia durante o verão.

Remodelação da Gipsoteca completou a reforma do museu / Guido Cozzi / Divulgação

Mas agora com ar condicionado, paredes azuis e um novo layout para os 414 moldes de gesso – feitos principalmente pelo escultor Lorenzo Bartolini, cujas obras são encontradas no Louvre, no Rijksmuseum de Amsterdã e no Metropolitan Museum of Art – é um lugar para ficar.

Hollberg diz que os moradores estão começando a apreciar o museu também. “Antes era um espaço para turistas, mas os florentinos o estão redescobrindo. Conseguimos trazer os últimos resistentes com uma série de concertos”.

Dario Franceschini, ministro da cultura da Itália, chamou a reabertura da Gipsoteca de “um passo importante para trazer [a Accademia] para o século 21”.

Ele acrescentou: “As obras em todo o edifício permitiram inovações significativas nos sistemas, transformando um museu concebido no final do século 19 em um local moderno sem distorcê-lo”.

Publicidade

RELATED ARTICLES
- Publicidade -
Google search engine

Most Popular

Recent Comments