domingo, 23, junho 2024
spot_img
HomeUncategorizedManifesto da Seleção dá recado á imprensa!

Manifesto da Seleção dá recado á imprensa!

 

    Ao final da data FIFA para as eliminatórias para a Copa do Mundo 2022 na noite de ontem (09), os jogadores da Seleção Brasileira soltaram um manifesto sobre a realização da Copa América no Brasil. Este manifesto manifestava o posicionamento dos jogadores perante a organização do torneio, e os seus motivos para aceitarem jogar mesmo sendo contra o torneio.

    Ao longo dos últimos dias, vários jornalistas estavam empenhados em passar uma narrativa de que a insatisfação do elenco brasileiro tinha motivações políticas, o que foi desmentido por outros jornalistas e noticiado aqui no blog há alguns dias. Tentaram politizar a nossa Seleção, colocar o treinador Tite “contra a parede” para ele tornar este episódio em algo político, forçaram os atletas, enfim, “forçaram a barra” para que a Seleção tomasse alguma linha partidária em seu manifesto, o que não aconteceu.

    Confira o texto na íntegra:

“Quando nasce um brasileiro, nasce um torcedor. E para os mais de 200 milhões de torcedores escrevemos essa carta para expor nossa opinião quanto a realização da Copa América.

Somos um grupo coeso, porém com ideias distintas. Por diversas razões, sejam elas humanitárias ou de cunho profissional, estamos insatisfeitos com a condução da Copa América pela Conmebol, fosse ela sediada tardiamente no Chile ou mesmo no Brasil.

Todos os fatos recentes nos levam a acreditar em um processo inadequado em sua realização.

É importante frisar que em nenhum momento quisemos tornar essa discussão política. Somos conscientes da importância da nossa posição, acompanhamos o que é veiculado pela mídia mídia estamos presentes nas redes sociais. Nos manifestamos, também, para evitar que mais notícias falsas envolvendo nossos nomes circulem à revelia dos fatos verdadeiros.

Por fim, lembramos que somos trabalhadores, profissionais do futebol. Temos uma missão a cumprir com a histórica camisa verde amarela pentacampeã do mundo. Somos contra a organização da Copa América, mas nunca diremos não à Seleção Brasileira.”.

    Com este manifesto escrito, não há mais margem para politização do episódio, no trecho: “É importante frisar que em nenhum momento quisemos tornar essa discussão política. Somos conscientes da importância da nossa posição, acompanhamos o que é veiculado pela mídia mídia estamos presentes nas redes sociais. Nos manifestamos, também, para evitar que mais notícias falsas envolvendo nossos nomes circulem à revelia dos fatos verdadeiros.” fica evidente a não-politização da questão da Copa América, e mais, manifestam a presença de notícias falsas sobre o episódio da Copa América no Brasil, que os próprios jogadores dizem ao torcedor que se manifestam em suas redes sociais para desmentirem uma falsa verdade dita sobre eles na imprensa.

    Houve também a explicação dos motivos do elenco ser contra a realização da Copa América. Os argumentos usados pelos atletas foram a má organização do torneio, mudando de sede há menos de um mês para o início do torneio, o que descarta por completo a teoria criada por parte da imprensa que afirmavam os motivos do questionamento á Copa América eram em razão do torneio ser disputado no Brasil, que na visão deles jornalistas, não está apto a receber um torneio como a Copa América. Esta falácia de parte da imprensa caiu por terra no trecho: “estamos insatisfeitos com a condução da Copa América pela Conmebol, fosse ela sediada tardiamente no Chile ou mesmo no Brasil.”, onde fica claro que não havia diferença na sede, mas sim na mudança da mesma.

    Por fim há de se destacar o comportamento dos jogadores, se posicionando veementemente contra parte da imprensa que está cega por seus ideais políticos, comentam futebol a partir de uma cartilha política, e com isso passam desinformações ao público que só quer ver futebol. Jogadores não queriam a Copa América pois a falta de organização do torneio prejudicou a logística e preparação de todas as seleções do campeonato, o Brasil teria uma vantagem por já terem sua base em Teresópolis/RJ. Mas parte da imprensa insistiu em tratar como um questionamento político, em um momento que tudo eles fazem ter política no meio, o futebol era um dos únicos meios que não havia essa mistura, essa polarização que parte da população e da imprensa fomentam tanto, mas não foi dessa vez que eles politizaram a nossa Seleção.

    Além do mais, jornalistas de vários canais de televisão aberta e fechada criticaram única e exclusivamente a Copa América, mas são completamente á favor das Eliminatórias Sul-Americanas, que competem os mesmos adversários. Algo a ser questionado, por quê a Copa América é prejudicial para a saúde, sendo que é em sede única, mas as Eliminatórias que tem as mesmas seleções e um deslocamento internacional não gera risco á saúde. Será que tem a ver com direitos de transmissão da Copa América terem sido comprados por uma emissora diferente da que comprou os direitos das Eliminatórias? Só os jornalistas podem nos confirmar…

    Próximo jogo da Seleção Brasileira será no próximo domingo (13), ás 18h contra a Venezuela, pela primeira rodada da fase de grupos da Copa América 2021, com transmissão do SBT em televisão aberta, e FOX Sports/ESPN na televisão fechada.

RELATED ARTICLES
- Publicidade -
Google search engine

Most Popular

Recent Comments