Lançado em junho de 2004 e gravado em São Paulo, o projeto foi o mais bem sucedido da banda, com cerca de 500.000 cópias vendidas.

24 e 25 de março de 2004. Nestas duas datas em São Paulo, foi gravado o Acústico MTV IRA, o disco de maior vendagem da banda e com uma sonoridade fora de série, além de ter sido o segundo projeto do grupo com a emissora, já que em 2000 eles gravaram um show ao vivo no Espaço das Américas.

Neste CD e DVD, que completarão 20 anos em 2024, eles se apresentam de forma mais caseira e não elétrica, com arranjos que fugiam do hábito da banda na época e conquistou uma nova legião de fãs, que se encantaram com a postura rock e repleta de hinos da banda paulista. “Flores Em Você”, “Tanto Quanto Eu”, “Dias de Luta” e “Bonecas De Cera” (essa a minha preferida) são apenas algumas de músicas presentes no repertório, perfeito para ser revistado com muita frequência, pois você sempre encontrará algo que goste.

Outras músicas mais “Lado B” e inéditas também são tocadas e com muito sucesso, como é o caso de “Pra Ficar Comigo”, “Saída” e “O Girassol”, essa um dos grandes sucessos do acústico, me lembro de escutar muito na rádio essa canção.

Além disso, grandes hinos foram cantados em parceria com grandes convidados, cada um de uma década diferente do rock nacional. Para os anos 2000, eles chamaram a rainha Pitty, que fez com Nasi um incrível dueto de “Eu Quero Sempre Mais”, essa também um estouro nas rádios. Para os anos 90, a banda chamou Samuel Rosa, que cantou “Tarde Vazia”, uma das músicas mais lindas do IRA, contando com uma linha melódica muito bem feita no violão, baixo e piano e com vocais bem altos de Samuel.

Por fim, para os anos 80, foi convidado o Trio dos Paralamas do Sucesso e todos proporcionaram o melhor momento da gravação: todos tocaram e cantaram “Envelheço na Cidade”, que trouxe um arranjo fabuloso, repleto de nuances e reviravoltas. Começamos de uma forma um pouco mais leve e com os primeiros acordes indicando um grande sucesso, além da presença incrível de um cello, tocado por Jonas Moncaio. Após cerca de 3 minutos de música, ela ganha um contorno bem mais rápido e João Barone simplesmente arregaça na bateria.

“Núcleo Base” é a última música do show e encerra com chave de ouro um DVD e um CD que tenho o maior orgulho de ter em casa, pois sempre que ponho, é garantia de uma obra prima do rock nacional sendo apreciada, tocada por Nasi (vocais), Edgar Scandurra (Violões e vocais), Ricardo Gaspa (Baixo e violão), André Jung (Bateria e percussão), Beto Paciello (piano e órgão Hammond), Thiago Castanho (violão), Jonas Moncaio (violoncelo e flauta doce), Lino Krizz (vocal de apoio) e Michelle Abu (percussão). Uma super indicação!

Gostou do post? Nos siga no Instagram (@culturalmundo) e fique sabendo de tudo sobre o blog, além de conteúdos exclusivos.

Anúncios